Fernando StrafaceSecretário-Geral e Relações Internacionais da Cidade, e Martin RedradoSecretário de Assuntos Estratégicos, é mantido com Chris DoddAssessor Especial do Presidente para as Américas; José Fernandez, Subsecretário de Crescimento Econômico, Energia e Meio Ambiente do Departamento de Estado dos Estados Unidos; e golpe Kevin O’Reillycoordenador nacional da Cúpula das Américas, com quem discutiram as principais diretrizes do plano de política externa da Horácio Rodríguez Larreta. A reunião decorreu no âmbito da primeira cume das cidades das américas Feito em Denver, EUA.

“Rodríguez Larreta propõe uma política externa a serviço de uma estratégia de desenvolvimento. O mundo exige nossos motores de crescimento – alimentos, energia, minerais, turismo e serviços baseados em conhecimento – então temos uma janela de oportunidade para dobrar as exportações em seis anos. Mas para aproveitar essas oportunidades, temos que gerar um choque de confiança internacional que consolide a Argentina como um parceiro global confiável”, disse Straface.

“A política externa deve ter dois objetivos exclusivos: gerar mais e melhores empregos e aumentar as exportações, por meio de uma estratégia de inserção produtiva internacional. Sem dúvida, a infraestrutura é um mecanismo para isso. Com Rodríguez Larreta e toda a equipe, estamos convencidos de que este é o caminho”, disse Redrado.

Straface e Redrado com Chris Dodd, Conselheiro Presidencial Especial para as Américas.

Dodd é um dos principais conselheiros do presidente Joe Biden para as Américas, enquanto Fernández é o principal funcionário do estado para questões econômicas, de segurança energética e de mudança climática. Durante o encontro, os responsáveis ​​de Rodríguez Larreta realçaram a importância de dar previsibilidade à relação bilateral e manter um diálogo franco e permanente, livre de ambiguidades. Durante a conversa, eles discutiram o interesse da Argentina em aderir futuramente à Parceria das Américas para a Prosperidade Econômica, uma iniciativa do Departamento de Estado que propõe um marco de cooperação regional para promover competitividade, resiliência, prosperidade e investimento regional inclusivo e sustentável. Atualmente, inclui 11 países da região.

Da mesma forma, Redrado e Straface conversaram com Fernández sobre o comércio de minerais críticos e iniciativas internacionais que podem ser lançadas com os Estados Unidos para fortalecer as cadeias de valor globais.

Por outro lado, os funcionários se entregaram a Uzra Zeya, Subsecretária de Segurança Civil, Democracia e Direitos Humanos do Departamento de Estado, e destacaram que a Argentina deve ser inflexível na defesa da democracia e dos direitos humanos na América Latina, com enfocar a situação em Cuba, Nicarágua e Venezuela. Além disso, afirmaram que é necessário promover maior cooperação entre a Argentina e os Estados Unidos na luta contra o narcotráfico e o terrorismo.

Fernández e O’Reilly já haviam se encontrado no ano passado em Washington DC com Rodríguez Larreta e Straface, durante uma viagem oficial em que o chefe de governo também foi recebido na Casa Branca com Juan González, principal assessor do presidente Joe Biden. América, e com Lorenzo Harris, diretor do Conselho de Segurança Nacional para o Brasil e o Cone Sul.

A equipe de internacionalistas de Rodríguez Larreta agendou uma série de reuniões com atores-chave para apresentar as principais diretrizes do plano de política externa do chefe de governo. Assim, na semana passada, Straface, Redrado e o ex-chanceler Jorge Faurie receberam Zou Xiaoli, embaixador da China na Argentina, na Casa do Governo da cidade, e nas próximas semanas se reunirão com embaixadores de países da União Européia, Japão e Arábia Saudita.

disfunção erétil

você pode gostar